0

Iggy Pop por Esther Friedman

Em fevereiro do ano passado, Esther Friedman, ex-namorada de Iggy Pop, deu uma entrevista exclusiva ao jornal alemão Die Zeit Na entrevista, Friedman revela que conheceu Iggy quando ele vivia com David Bowie na Berlim Ocidental, período em que Bowie produziu dois dos discos mais notáveis de Iggy: The idiot e Lust for Life.  Durante o tempo que passaram juntos (1976 – 1982), Friedman fotografou Iggy Pop de férias, turnê, em hotéis e na própria Alemanha. Ela também é autora da foto de capa do álbum Zombie Birdhouse, feita durante um período de férias no Haiti em 1981.

Friedman também conta a origem de um dos maiores sucessos de Iggy, The Passenger; e que ele é tímido e bastante diferente fora dos palcos, sendo chamado de ” Jim ” por parentes e amigos próximos, apelido vindo de James Osterberg , o verdadeiro nome de Iggy .

Fotos: Zeit Online. Informações e trechos da entrevista (em inglês): Dangerous Minds.
iggy pop lust for life Continue lendo

0

A carta de desculpas que Lewis Carroll escreveu para Annie Rogers

Depois de ter esquecido que havia marcado com a pequena Annie Rogers para fotografá-la em 1867, Lewis Carroll escreveu uma carta para pedir desculpas do jeito que só o próprio Carroll seria capaz de escrever. (via brain pickings)

original

Annie e Henry Rogers, 1861. Foto por Lewis Carroll.

Minha querida Annie :

Isto é realmente terrível. Você não tem ideia da dor em que estou enquanto escrevo. Sou obrigado a usar um guarda-chuva para impedir as lágrimas de rolarem sobre o papel. Você veio ontem para ser fotografada ? E você estava com muita raiva ? Por que não fui lá? Bem, o fato foi esse – eu saí para uma caminhada com Bibkins , meu caro amigo Bibkins – fomos a muitos quilômetros de Oxford – cinqüenta – uma centena, diria. Como nós estávamos atravessando um campo cheio de ovelhas , um pensamento passou pela minha cabeça , e eu disse solenemente , ” Dobkins , que horas são?” “Três” , disse Fipkins , surpreso com meu modo. Lágrimas correram pelo meu rosto. ” É a hora “, disse eu . ” Diga-me, diga-me, Hopkins, que dia é hoje ? ” ” Por que, segunda-feira, é claro “, disse Lupkins . ” Então é o dia! ” Eu gemi. Eu chorei. Eu gritei . As ovelhas cercaram -me , e esfregaram seus afetuosos narizes contra o meu. “Mopkins!” Eu disse, “você é meu amigo mais antigo. Não me engane, Nupkins! Em que ano estamos? “” Bem, eu acho que é 1867 “, disse Pipkins. “Então é o ano!” Eu gritei, tão alto que Tapkins desmaiou. Estava tudo acabado: Eu fui trazido para casa, em um carro, assistido pelo fiel Wopkins, em vários pedaços.

Quando eu tiver me recuperado um pouco do choque, e estarei no litoral por alguns meses, entrarei em contato para marcar outro dia para fotografar. Estou muito fraco para escrever isso, então Zupkins está escrevendo para mim.

Seu miserável amigo,

Lewis Carroll

0

Jessica Lange, a fotógrafa

“I find photography a most mysterious process—capturing that moment in time and space, elusive and fleeting, and crystallizing it. You have made a photograph. It is its own thing now. To me, that is thrilling.”
—Jessica Lange

50photographs3x

Sim, Jessica Lange além de linda e maravilhosa, é autora de livro infantil e fotógrafa. Seu Livro, 50 Photographs, está a venda na Amazon. Mais fotos aqui. E a história de como ela se tornou fotógrafa aqui.

0

As fotografias de David Lynch de fábricas abandonadas

Entre 1980 e 2000, David Lynch fotografou fábricas abandonadas em Berlim, Polônia, Nova York, Nova Jersey e Inglaterra, muitas das quais já foram demolidas desde que Lynch as fotografou. As fotos foram expostas na Photographers’ Gallery, em Londres, e publicadas no livro David Lynch: The Factory Photographs, disponível na Amazon.

“Eu simplesmente gosto de entrar em mundos estranhos. Muito mais acontece quando você se abre para o trabalho e se deixa agir e reagir a ele” -Lynch

3025449-slide-lynch Continue lendo