As pinturas de Saul Leiter

3040Saul Leiter era um fotógrafo que gostava de passar despercebido. Diferente de alguns de seus contemporâneos, Leiter nunca quis se tornar uma celebridade, para ele “ser ignorado era um grande privilégio”. Sobre o sucesso Leiter dizia que “Para construir uma carreira e alcançar o sucesso uma pessoa tem que ser ambiciosa. Eu prefiro apenas beber café, ouvir música e pintar quando sinto vontade”.

Pintar parecia ser a grande paixão de Leiter. Mas, ao contrário da fotografia, a pintura era um de seus talentos escondidos. O fotógrafo americano mantinha cadernos nos quais costumava pintar que só foram revelados após a sua morte em 2013, assim como os nus que ele pintava sobre as fotografias em preto e branco que tirava, principalmente, da sua companheira Soames Bantry. 2513

Apesar de possuir uma formação na área da pintura mesmo antes de começar a fotografar, Leiter só passou a se dedicar aos pincéis a partir dacada de 1970, após deixar o lucrativo emprego como fotógrafo de moda da Harper’s Bazaar. A partir de então, Leiter se dedicou a pintura quase que diariamente.

As pinturas de Saul Leiter são repletas de cores vivas, mostrando o porquê de Leiter ter sido um dos pioneiros na fotografia colorida. Mais ainda, as cores alegres de sua arte revelam o quanto a pintura era a grande realização desse fotógrafo que passou a ter seu trabalho devidamente reconhecido apenas recentemente. 2551 2608 5117

“I have a great weakness that I’m ashamed to talk about. I have a great secret. I love painting! When I wake up in the morning and I’m depressed I go into the front room and pick up a brush and I feel much better”

Autorretrato de Van Gogh como uma fotografia

Tadao Cern recriou um dos mais famosos autorretratos do artista Vincent Van Gogh como uma fotografia usando uma DSLR e alguns truques de photoshop. A ideia surgiu de forma espontânea – Tadao sugeriu a um amigo com barba e cabelo ruivos que posasse para ele como Van Gogh. O amigo topou a ideia e após algum trabalho de preparação e algumas fotos tiradas, Tadao editou a imagem final e postou na internet.

MINOLTA DIGITAL CAMERA vangough3

As casas de Edward Hopper

E por falar em pintura…Olha que legal o projeto The Original Hoppers do fotógrafo Gail Albert Halaban. Ele fotografou as casas localizadas na cidade costeira de Gloucester, Massachusetts, que aparecem em algumas das pinturas de Edward Hopper. Hopper pintou as casas no período em que passou na cidade, durante a década de 1920. (Via NY Mag)

Fotografia e Pintura

Se a gente observar bem, sempre dá pra encontrar referência de pinturas em fotografias. As vezes pode ser proposital, como as fotos de Julianne Moore encarnando mulheres de telas famosas, as vezes não. Se alguém não se lembra (ou ainda não conhece), Moises González conseguiu fazer um retrato fiel das pinturas de Gustav Klimt em 2007 para a revista AE Mag. As fotos abaixo também lembram os traços de alguns pintores famosos. Dá só uma olhada:

Foto de Christian Kettiger e ilustração de Milo Manara
Bailarinas de Edgar Degas e foto de Alfred Eisenstaedt
Pintura de Wilfrid Gabriel Glehn e foto de Isabelli Fontana pelas lentes de Vincent Peters
Tela de Gustav Klimt e foto de Zander Olsen do projeto Tree Line

Arte pela arte.

Fotografias e outras técnicas

Muita gente gosta de interferir em suas fotografias usando técnicas de ilustração. Ben Heine é um dos artistas mais famosos por usar essa técnica. Ele não é o único, claro. Outro dia eu falei aqui do trabalho de Keri Herer, uma fotógrafa que também usou ilustrações para compor suas imagens.

Com um pouco de criatividade pode-se obter resultados muito interessantes misturando fotografia e outras artes. A fotógrafa Alexandra Valenti conseguiu imagens bem bacanas pincelando um pouco de cores em suas fotos preto & brancas.

Outro trabalho bastante interessante é o da Larice Brabosa, que usa desenhos em suas fotos. As imagens podem ser vistas em seu portfólio.

Já o artista canadense Scott Treleaven gosta de misturar colagem, fotografia e desenho em seus trabalhos. Algumas de suas imagens  podem ser vistas aqui.

Mas o trabalho mais bacana fica por conta da artista Alexa Meade. Isso porque Alexa cria imagens pintando diretamente em seres humanos. O resultado é uma fusão de pintura, fotografia, performance e instalação. (flickr de Alexa Meade)

Pode não parecer, mas essa é uma pintura feita diretamente na modelo.
pinturas “vivas”

E é claro que depois de observar todos esses trabalhos a primeira coisa que vem na cabeça é “Incrível!”. E a segunda é “Por que eu não pensei nisso antes?”. Mas é válido se inspirar.