O que aconteceu a menina de 9 anos fumando em uma das fotos mais famosas de Mary Ellen Mark?

mary-ellen-mark

“When she came along and took those photos, I thought, ‘Well, hey, people will see me and this may get me the attention that I want; it may change things for me,’ ” Ellison says. She thought someone would see the images and come rescue her. “I had thought that that might have been the way out. But it wasn’t.”

(…)

By her own admission, Ellison’s adulthood is still tumultuous. She has served time in prison and says she is still “surrounded by crazy people and drugs.” But she says her life has improved, and she wishes she could talk again with “that photographer lady.”

“If I had to guess,” Ellison says, “I would say she would be, I don’t know, overwhelmed with joy that I have made it this far.”

a história completa você encontra no npr.

Vivian Maier em cores

Embora a maior parte do acervo de fotos de Vivian Maier seja em preto e branco, existem algumas fotografias em cores que revelam o talento desta fotógrafa americana hoje considerada uma das melhores fotógrafas dos Estados Unidos. Maier, que tirou fotografias incríveis das cidades de NY e Chicago, onde trabalhava como babá, teve seus negativos e entrevistas que fazia com pessoas na rua descobertos apenas recentemente, em 2007. A partir daí, o trabalho de Maier foi catalogado, publicado em livros e tema de exposições por vários países (no Brasil, as fotos de Maier foram expostas pelo MIS).vivian maier 2

Continue reading “Vivian Maier em cores”

O trânsito londrino na década de 1980

E quem poderia imaginar que ficar preso no trânsito poderia render uma série de fotos incríveis? A primeira vista pode parecer impossível, mas foi isso que o fotógrafo  Chris Dorley-Brown fez durante a década de 1980 em Londres.

As fotos tiradas por Brown fazem parte do livro  Drivers in the 1980s. Brown diz:

Este livro é realmente apenas uma coleção de retratos, as janelas do carro fornecem quadros adicionais distorcidos para a imagem, mas o que é importante para mim é a atmosfera de prisão e futilidade de estar preso em uma caixa de metal e vidro. Carros são destinadas a nos fornecer a liberdade de nos movermos, mas, neste caso, eles são uma espécie de prisão.

 

driver 2 Continue reading “O trânsito londrino na década de 1980”

Autocromos por Etheldreda Laing

Sou grande admiradora das fotografias autocromos, em especial, dos autocromos que Jaques Henri Lartigue tirou de Bibi Lartigue, sua esposa. Por isso, toda vez que vejo fotografias autocromos fica difícil resistir e não postar aqui no blog. É o caso das fotografias abaixo, tiradas durante as primeiras décadas do século passado por Etheldreda Laing, uma artista inglesa membro da Royal Miniature Society.

Laing começou a usar o processo autocromo em 1908, tendo suas duas filhas como principais objetos de suas fotografias.  Usando seu jardim como locação, principalmente por ter uma luz favorável, Laing tirou fotos que não só mostram seu talento como fotógrafa, mas que também revelam a influência da pintura na fotografia no começo do século XX.
autocromo 4 Continue reading “Autocromos por Etheldreda Laing”

Fotos coloridas tiradas em 1913

Durante as primeiras décadas do século XX, o processo autocromo era a única forma de se obter fotografias coloridas. Foi através desse processo, que ficou conhecido como autocromos Lumiére, que o britânico Mervyn O’Gorman registrou imagens de sua filha Cristina no ano de 1913. Apesar de terem sido tiradas no início do século passado, as fotos surpreendem pela nitidez e cores vibrantes, que se assemelham muito as fotografias tiradas com câmeras Lomo. (via mashable)
c4 Continue reading “Fotos coloridas tiradas em 1913”

O olhar do amor por René Groebli (NSFW)

Durante sua lua de mel na França, o fotógrafo suíço René Groebli fotografou sua esposa Rita em quartos de hotéis. As fotos fazem parte do livro “Das Auge der Liebe” (O olhar do amor), que foi publicado pela primeira vez em 1954. Groebli diz:

Eu tentei transmitir a atmosfera típica de quartos de hotéis franceses. Havia tantas impressões: a mobília de aparência pobre em um hotel barato, a palavra ‘Amour’ bordada nas cortinas. E eu estava apaixonado pela garota, a garota que era minha esposa. Eu acho que uma série de fotografias deve ser comparada com um romance ou até mesmo com um poema ao invés de uma pintura: deixe-nos dizer alguma coisa!

6211023044_e72e937d74_b Continue reading “O olhar do amor por René Groebli (NSFW)”